Histórico

O curso de Engenharia Ambiental e de Energias Renováveis foi criado em 2009 tendo sido aberto o vestibular à primeira turma de ingressantes em 2010/1. O curso conta com 50 vagas para ingresso via ENEM/SISU, o ingresso dos calouros ocorre sempre no primeiro semestre de cada ano. A graduação da primeira turma de alunos está prevista para o primeiro semestre de 2015. 
 


Matriz Curricular:

EAERUFRA_MATRIZ_CURRICULAR_05_11_2012.pdf

 


Projeto Pedagógico:

EAERUFRA_PPC_EMEC_05_15_11_2012.pdf 

 


Titulação

A titulação conferida é: 
Feminino: Engenheira Ambiental e de Energias Renováveis

Masculino: Engenheiro Ambiental e de Energias Renováveis



Tempo de integralização
 5 Anos (10 semestres)

 


Turnos de funcionamento
Matutino e Vespertino (alterna a cada vestibular)

 



Local de funcionamento

Universidade Federal Rural da Amazônia
Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Montese  Cep: 66.077-901 Cidade: Belém-Pará-Brasil
CAMPUS da UFRA Belém, Bloco Acadêmico de Engenharia Ambiental & Energias Renováveis
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

OBS: A partir do segundo semestre de 2014 haverá o curso também no campus CAPANEMA.

 


Coordenação do curso

Prof. José Felipe de Souza Almeida
Coordenador em exercício

Lattes-CNPq: http://lattes.cnpq.br/5331592712516815

 


Objetivos

O objetivo deste curso de graduação é formar profissional com capacitação técnico-científica para apresentar soluções aos problemas relacionados ao meio ambiente na Amazônia, através de conhecimento de Engenharia, Tecnologia e Meio Ambiente, bem como possuir aptidão para conduzir equipes multidisciplinares em estudos acerca de áreas do conhecimento que estão ligadas à Engenharia Ambiental. Tudo isto é feito através dos objetivos específicos:

 

1. Proporcionar condições para a formação de um profissional com capacidade e aptidão para pesquisar, elaborar e prover soluções que permitam a harmonização das diversas atividades humanas com o meio físico e os seus ecossistemas;

 

2. Proporcionar uma sólida formação em Engenharia, envolvendo os campos da Matemática, Física e Computação, contando com o adequado suporte de conhecimentos em Geociências, Química, Ecologia e Legislação;

 

3. Ofertar conteúdos que proporcionem compreensão clara da área de atuação da Engenharia Ambiental, que atualmente exige a integração entre diversos campos do conhecimento, com ênfase nas áreas de sistemas críticos ambientais, para avaliação e monitoramento dos impactos sobre o meio ambiente;

 

4. Formar profissionais capazes de usar as tecnologias correntes para que soluções e previsões de problemas ambientais na Amazônia;

 

5. Formar profissionais com capacidade de planejar, orientar, supervisionar e coordenar projetos que envolvam equipes multidisciplinares no que diz respeito a problemas ambientais no mundo e na Amazônia.

 



Perfil Profissional do Egresso 

O Engenheiro Ambiental da Universidade Federal Rural da Amazônia ∙ UFRA é um profissional de formação sistêmica com ênfase em tecnologias ambientais, instrumentos de diagnóstico, avaliação, monitoramento e modelagem ambiental. Isto tudo com foco no desenvolvimento econômico sustentável, cuja meta é cuidar para que sejam respeitados os limites de uso dos recursos naturais. A sua principal função é preservar a qualidade da água, do ar e do solo; ter o domínio de tecnologias e métodos de controle e extração na mineração; implantar e executar projetos de avaliação e elaboração de estudos sobre o impacto das atividades humanas no meio ambiente; elaborar relatórios de impacto ambiental e planos para o uso sustentável dos recursos naturais, bem como elaborar estratégias de ações mitigatórias; elabora e executa planos, programas e projetos na gestão de recursos hídricos, saneamento básico, tratamento de resíduos e recuperação de áreas contaminadas ou degradadas; elabora planos de gestão de sistemas de produção agrária (vegetal e animal); elabora planos de manejo e controle de devastação florestal. Um engenheiro ambiental que desenvolve e aplica métodos e tecnologias para proteger o meio ambiente dos danos causados pela ação do homem.

 

Para atingir o perfil nestes estudos, o curso propicia uma sólida formação multidisciplinar aliada ao avançado conhecimento conceitual e experimental das ciências agrárias, gestão de recursos naturais, da teoria geral de sistemas, sistemas dinâmicos complexos e sistemas sociais. Tudo isto é abordado do ponto de vista de eixos, cuja integração do conhecimento é feita, através dos projetos interdisciplinares.

O Diferencial de Formação do Engenheiro Ambiental e de Energias Renováveis da UFRA:
 

  • O uso de geotecnologias e desenvolvimento tecnológico ambiental, para o monitoramento e mitigação dos impactos ambientais, no aumento da produtividade do campo, no impacto de extração mineral, no assoreamento dos rios e outros corpos d´agua como igarapés e lagos, na prevenção de enchentes e controle de poluição no meio urbano. Estas ações e métodos promovem a propriedade intelectual e a tecnologia nacional;
  • O domínio de arcabouço numérico baseado em linguagem matemática, uma abordagem onde as disciplinas de formação em engenharia são estudadas como um idioma, operadores matemáticos como verbos e as variáveis como sujeitos e predicados, com isto é possível ler o ambiente, descrever o seu comportamento e formular um modelo numérico que o represente;
  • A vivencia e conhecimento do campo, cuja base é a experiência de vanguarda ufraniana no meio rural, em especial na gestão dos recursos hídricos e naturais, uma realidade constituída pelo histórico das disciplinas relacionadas a ciências do ambiente e meio agrário, suas aulas práticas e projetos de pesquisa e desenvolvimento em Agroecossistemas;
  • Desenvolvimento Social, o cuidado com as interações do homem com o ambiente que o circunda, para compreender as necessidades da sociedade, a partir da consciência de seu papel social como profissional e, da complexidade de sua interferência na estrutura social para o dialogo com menor grau de conflito; Um ser social com ética, senso de visão e um propósito;
  • Visão Sistêmica, ter o conhecimento do Todo, a partir da interação simultânea entre os recursos naturais e os recursos sociais, de modo a permitir a análise ou a interferência no mesmo, com a capacidade de identificar as ligações de fatos particulares dos sistemas como um todo. Aptidão para buscar soluções que envolvem o equilíbrio e a menor interferência no ambiente que o circunda; e a capacidade de encontrar formas para alcançar soluções inovadoras e socialmente mais aceitáveis, construindo um ambiente mais adaptado aos avanços sociais e tecnológicos.


Áreas de atuação

O Engenheiro Ambientalista e de Energias Renováveis poderá trabalhar:

  • Identificando e planejando o uso e conversão de fontes renováveis de energia;
  • Projetando e/ou implementando tecnologias para monitoramento ambiental; 
  • implementando e aprimorando processos produtivos e industriais, levando em consideração os aspectos ambientais e os impactos das comunidades envolvidas na relação com o meio ambiente;
  • analisando a interrelação dos sistemas de produção com o meio ambiente, tanto no que se refere a utilização de recursos escassos quanto à disposição final de resíduos e rejeitos,
  • atentando para a exigência de sustentabilidade;
  • interferindo nos processos de desequilibro ambiental induzido, ou nos projetos de planejamento ambiental onde as informações são extremamente fragmentadas entre profissionais de diferentes áreas atuando na questão ambiental.