Portal do Governo Brasileiro

 

RAMON SILVA E PAULO EDUARDO DA EAER 11 ESTÃO NO INTERCÂMBIO EM UMA UNIVERSIDADE DO CANADÁ PELO CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

Ramon Silva e Paulo Eduardo no Instituto de Engenharia da Fanshawe College, Canadá

 

Experiência de Paulo Eduardo

                No inicio foi um pouco difícil a minha adaptação, principalmente por causa do idioma, o inglês no caso. No entanto estou me adaptando e gostando muito, o povo canadense é muito receptivo e eu estou morando em casa de família, para aprender um pouco da cultura canadense e melhorar o meu inglês. Eu estou morando em London, província de Ontário, e estudando na Instituição Fanshawe College. Primeiramente, eu estou estudando somente o inglês nos 6 meses iniciais (podendo ser prorrogado) para posteriormente fazer um estágio e cursar disciplinas referente ao meu curso EAER. A minha estadia no Canadá é de 18 meses.

               A universidade me oferece todo tipo de suporte, salas bem equipadas, excelentes professores, 2 quadras de esporte, excelentes laboratórios, academia (preço acessível para estudantes), área de lazer, lanchonetes. Muitos estudantes de vários países vem estudar aqui no Canadá, pelo fato de ser um país de primeiro mundo e bem receptivo. Em vista disso, tenho feito vários amigos estrangeiros, fazendo contatos e divulgando a importância do meu curso para os mesmos. Outro ponto importante é que os estudante não precisam pagar pelo transporte público e não se preocupar com a violência, pois aqui, se houver, é minimo.

 

Experiência de Ramon Silva

            Sou bolsista no Projeto Ciência sem Fronteiras (CsF), resido na cidade de London, na Província de Ontário, estou estudando na Fanshawe College, minha estadia no país tem duração de 12 meses mais podendo prolongar para mais seis meses totalizando 18 meses e está baseada em três etapas, 1) Curso de Inglês com duração de seis meses; 2) Estágio em uma empresa; 3) Disciplinas voltadas para a área de Tecnologia Ambiental.

            A Fanshawe possui excelentes professores com laboratórios bem equipados, áreas de esportes e lazer, biblioteca, loja de livro, cafeteria, entre outras estruturas. Na minha sala de aula tem estudante de vários países e mais cinco brasileiros pelo CsF.

Meus primeiros dias foi um pouco difícil principalmente pela segunda língua, no caso o Inglês, não entendia quase nenhuma palavra, até aquelas que estavam no meu vocabulário, pois os canadenses falam muito rápido e eu também eu não estava acostumado com a pronúncia de um nativo.

            Optei por morar em Homestay (casa de família), pois é uma excelente opção para praticar o Inglês. Os integrantes da família são ótimas pessoas, me tratam super bem e tenho aprendido muito com eles, pois quase sempre depois da janta conversamos e quando falo algum de errado eles me corrigem. A comunicação ainda é difícil, porém uma coisa que aprendi aqui é que não devo ficar calado por vergonha de falar errado.

            Falando um pouco do país, logo no primeiro dia fiquei encantado com esse “mundo tão distante do brasil”, pelo fato de que as pessoas realmente respeitam as leis de trânsito (respeitam os limites de velocidade, os motoristas param nas faixas de pedestres), na questão de segurança (no transporte publico muito usam o laptop e celulares no ônibus e andar altas horas da noite é seguro), respeito com o próximo, especialmente com os deficientes e idosos.

            Nos três meses que estou passando aqui pude notar que o povo canadenses são bastantes receptivos e prestativos com os estrangeiros, por exemplo, quando alguma informação os canadenses sem dúvidas dará toda a atenção mesmo que o estrangeiro não domine a língua local, porém são um pouco frios quando se trata de amizade, dificilmente um canadense pede para alguém lhe fazer uma visita e difícil até fazer amizades como os mesmos.

            Notei também que a visão que eles têm do Brasil é do um país do Carnaval, do Futebol, da garotas bonitas, da violência, da corrupção, enfim do “Jeitinho Brasileiro”, este último ficou claro para mim quando em sala de aula o professor falou que quando algum aluno faltasse em aula teria que avisa-lo e se fosse caso de doença teria que levar atestado médico, após isso ele disse que os brasileiro presentes na sala não iria poder comprar atestado médico para faltar na aula pois ele sabia que no Brasil as pessoas pedia ou comprava atestado médico sem o paciente está doente para falta na aula ou no trabalho. Outra situação foi acerca do horário, em que outro professor disse que no Brasil as pessoas chegavam na hora que queriam em sala de aula ou em algum evento.

            Umas das coisas que senti muita diferença do Brasil é que aqui a segurança realmente funciona, durante minha estadia nesta cidade nunca vi uma notícia referente a roubo ou crime, na verdade vi sim no noticiário sobre crime, a notícia era sobre um canadense que foi assaltado, os criminosos levaram o carro do mesmo e o mataram no Rio de Janeiro.

            Ainda sobre noticiários, nos jornais falam bastante sobre a uma realidade que está preocupando muitos cidadão, o desemprego, pois é fato que as empresas multinacionais estão migrando para China e deixando os Canadenses muito impaciente com a questão, não sei se é relacionado a isso mas pessoas graduadas de várias parte do mundo vem para este país com intuído de empregos na sua área de atuação, porém nos conseguem empregos na área e são “forcadas” a trabalhar em outra profissão, por exemplo, taxista ou atendente comercial.

            O Canadá é um país realmente de primeiro mundo, o intercâmbio está sendo uma experiência ímpar na minha vida e na minha carreira profissional, muitos estudantes deveriam passar por essas experiência pois além de poder conhecer outras culturas, a pessoa tem a oportunidade de aprender outra língua.

 

ENADE 2014

EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES 

ENGENHARIAS

 + Detalhes do ENADE14 


Chamada de Conteúdo

Você aluno, professor, técnico ou colaborador do curso, que tenha desenvolvido um projeto, apresentado trabalho ou publicado um artigo junto ao curso, entre em contato com a coordenação para que tenha seu trabalho apresentado no portal da EAER. Somos uma grande equipe, vamos mostrar nosso retorno à sociedade.

A Coordenadoria.