Portal do Governo Brasileiro

 

A Noruega tem sido um experiência fantástica em termos de estudo e vivência. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), a Noruega continua com o maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Isso teve consequências relevantes para minha adaptação.

Os preços de produtos comuns em terras norueguesas são um dos mais altos no mundo. Isso no início causou espanto para todos os estudantes brasileiros. Achava-se que era um absurdo e que a população devia sofrer com isso. Entretanto, em contato com a cultura, pode-se perceber um dos fatores dos altos preços: Toda pessoa na Noruega recebe salário mínimo acima da média mundial. O fator distribuição de renda e que cada pessoa pode receber um bom salário é evidente.

Os impostos pagos é um fator importante para os altos preços. O retorno desse valor é evidente. Em todas as partes da Noruega, o transporte público é eficiente e padrão. Os mesmos metros e ônibus que passam pela área central são os mesmo a circular nas áreas periféricas. Todos de excelente qualidade. Os alunos da universidade pagam apenas uma irrisória quantia por semestre. Considera-se que a universidade é pública. Todos os campus da cidade são bem estruturados e se incentiva o aluno a passar o maior tempo possível no ambiente estudantil. O campus tem cafeterias, mercados, livrarias, academia, bibliotecas e inúmeros tipos de atividades de lazer.

Um grande desafio que todos me alertaram foi o inverno. O receio desta estação do ano é evidente em todos que chegam. Todavia, os noruegueses sabem como lidar com o frio e repassam isso para os estrangeiros. Todas as casas, lojas, universidades são bem equipadas. O incentivo a sair de casa no inverno é respondida com o ditado norueguês: “Não existe tempo inapropriado, só existe roupa inadequada!”.

Quanto a parte estudantil, o sistema norueguês é um tanto interessante e desafiador. Os alunos, geralmente, não passam mais do que 2 horas por disciplina dentro da sala de aula e a cada 1 hora há um pausa. Isto é feito para incentivar os alunos a buscarem também o conhecimento fora da sala de aula e por conta própria. A matéria é explicada de forma excelente e de forma a instigar o aluno a aprofundar seu estudo sobre tópico da aula. As aulas são fundamentadas na resolução de exercícios que fixam conhecimento e permitem o debate sobre as dúvidas.

As aulas são compostas por um grupo heterogêneo. Há pessoas de todas as partes do mundo e cada um é incentivado a contribuir com informações sobre o seu “background”. Muitos tópicos abordados tinham exemplos ao redor do globo. Se o aluno não entende alguma parte, o professor busca a forma mais próxima da realidade do aluno quando possível. Por exemplo, estudando o ciclo hidrológico norueguês. O professor explicou sobre o que acontecia na Amazônia, a fim de que atentasse para a diferença em relação ao meio ambiente na Noruega.

O período de estudo é de um ano e sem dúvida o aprendizado continua. A Noruega tem muita a oferecer. Isto é um pouco da minha vivência aqui. Por fim, queria deixar registrado as belezas naturais daqui. A foto de uma das montanhas mais famosas, Trolltunga. Noruega surpreende expectativas.

ENADE 2014

EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES 

ENGENHARIAS

 + Detalhes do ENADE14 


Chamada de Conteúdo

Você aluno, professor, técnico ou colaborador do curso, que tenha desenvolvido um projeto, apresentado trabalho ou publicado um artigo junto ao curso, entre em contato com a coordenação para que tenha seu trabalho apresentado no portal da EAER. Somos uma grande equipe, vamos mostrar nosso retorno à sociedade.

A Coordenadoria.